terça-feira, setembro 17

Lucas Divino defende a liderança com o dedo quebrado em busca dos 100 mil reais.

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Lucas Divino, de Nova Crixas (GO), foi revelação do Circuito Rancho Primavera na temporada passada, onde quebrou a tíbia e ficou impossibilitado de lutar pelo título naquela oportunidade.

Nesta temporada Lucas chegou como um dos favoritos, liderou o Circuito Rancho Primavera por treze etapas. Assumiu a liderança pela primeira vez em São Pedro do Turvo.

Perdeu a liderança três vezes. Hoje está a 11,5º pontos de Keny Roger segundo colocado.

Quando Lucas reassumiu a liderança depois do rodeio de Lucianópolis, parecia que tudo estava perfeito até que, um acidente em um treino Lucas quase perdeu o dedão da mão esquerda.

Por sorte monta com a direita, mas começou aí um desafio bem maior que parar em touros, se adaptar para montar com a mão machucada

– Não é fácil, não é você que amarra sua mão, são seus amigos e não é mesma coisa, as vezes o touro espalha no brete e você não consegue desamarrar a mão, é tudo novo, é uma experiência bem chata – Explica Lucas

O que pensar nessas horas? Onde você precisa se adequar a uma situação dessas? São coisas que Lucas responde sobre o que pensou.

– Em desistir eu não pensei, acredito que isso me fortaleceu, foi um aprendizado – Disse Lucas

– No momento eu estou mais tranquilo, já me adaptei a montar assim, embora no começo, como o gesso era pesado, isso me dificultou bastante, agora não, se cair de um touro é porque cai, não posso mais culpar o braço – Completa

Sobre a semana que antecede a final Lucas confessa que a ansiedade toma conta.

– Eu não dormi de quarta para quinta-feira antes de Herculândia, imagine na próxima semana, mas vou dar o melhor de mim para ganhar este campeonato. Disse Lucas na noite de sábado antes de se apresentar.

Momentos que antecedem a final é também tempo de rever os acertos e erros. E sobre um momento ou outro em que errou ou acertou. Lucas Divino tirou a invencibilidade do touro ‘Boca Quente’ o touro mais caro do rodeio brasileiro e também mais respeitado do Circuito Rancho Primavera, mas não é este o touro que ele teme no momento

– Um touro que eu montei duas vezes o ‘Come Gente’ da Cia Califórnia, cai as duas, não acertei neste touro, talvez seja o touro que eu mais temo no momento – Fala Lucas

O que o campeão precisa fazer para levar o título lá em Quintana? Foi minha última pergunta.

– Em primeiro lugar sortear bons touros e se esforçar cada round, pegar os bônus que serão bons, é preciso acertar os touros da final, senão não adianta nada – Finaliza

SOBRE A FINAL DO CIRCUITO RANHO PRIMAVERA

A disputa acontecerá em Quintana (SP), de 17 a 20 de dezembro. Localizada na região de Marília e vizinha de cidades como Herculândia e Pompéia, o município com pouco mais de seis mil habitantes acolhe a final do CRP desde sua primeira edição em 2013.

Estarão presentes os melhores ranqueados do CRP em busca de uma premiação para o campeão da temporada de R$100.000,00 reais.

Estará em jogo ainda a disputa de melhor boiada da Associação TOP10 e do melhor touro da temporada. E claro, o campeão da etapa. Ao todo serão distribuídos R$160.000,00 em prêmios.

Mais informações: www.fb.com/circuitoranchoprimavera

Por Eugênio José – MTB: 67.231/SP

contato@eugeniojose.com.br

Foto: Ricardo Mariotto

Compartilhe.

Sobre o autor

Fundador do BullRiding, designer gráfico e jornalista, apaixonado por rodeio e principalmente as montarias em touros. Desde os primeiros passos, já frequentava as principais festas de peão do Brasil. MTB: 69.959/SP - contato@bullriding.com.br

Deixe uma resposta